20 de julho de 2012

Dica de SEXta: Feliz dia do amigo (colorido!)




Ah, Sexta-Feira, Dia do Amigo, e a Dica de SEXta não poderia deixar de fazer uma homenagem à uma modalidade de amizade que existe desde muito tempo e que vem salvando vidas e a carne de muitas pessoas: "A Amizade com Benefícios", os famosos P.A.’s e X.A.’s.

Há uma teoria de que Eva e Adão foram os primeiros amigos coloridos da face da Terra e quando deliciaram o fruto proibido, acabaram conhecendo os pecados da carne, a luxúria e pensaram: “Ah, já que não estamos fazendo nada mesmo e gosto um pouquinho dessa pessoa (não tenho outra opção), é com ele mesmo!”. E se deleitaram numa amizade que se estendia para a cama, ou feno, sei lá.

Aposto todo o meu dinheiro (meu saldo no banco hoje é de cinco reais) que eles se convidavam para verem o por do sol, a lua, os pássaros migrando no inverno, dormiam abraçadinhos, mas só quando queriam! Isso, porque naquela época não tinha comédia romântica, nem vinho, nem desculpa esfarrapada para escutar aquele CD da banda que os dois tanto gostam!

Amigos com benefícios estão espalhados pelo mundo e é uma relação ainda não muito bem definida ou delimitada. Conheço muitos desses que um dos dois se apaixonou e não deu certo e outros que vivem em relacionamentos mais do que felizes, hoje em dia!

Ser amigo, antes de tudo é uma dádiva, é conhecer os mínimos defeitos, cada reclamação, fio de cabelo, pedaços de sua história que você não contaria para ninguém! É topar fazer programa de índio, rir da cara do outro em situações constrangedoras, abraçar quando se tem um dia de cão, é chamar para tomar uma cerveja e falar sobre tudo ou nada, e mesmo assim continuarem a se respeitar, a curtir a companhia e querer aquela pessoa ao seu lado. Por isso que muitas vezes esses relacionamentos dão certo e outras vezes estão fadados ao fracasso: já se conhecem muito e algumas vezes não vão querer aqueles defeitos e manias numa pessoa para dividir o espaço das escovas de dentes.

É divertido pensar em como esse tipo de amizade começa. Os dois são amigos, tudo bem. Descobrem-se cada vez mais e num dia de carência ou de vinho em demasia, pronto, lá estão os dois atracados no meio do filme! No dia seguinte, são os mesmos amigos de sempre e não esperam por uma ligação que vai tirar a respiração ou fazer tremer as mãos. Muito pelo contrário, o que vai acontecer é um convite despretensioso, em algum dia para: “Ah, vamos dar uma olhada no pôr do sol naquele lugar que eu já levei a Vanessa, a Lúcia, a Joana e a Cléia?”. E a amiga vai responder: “Contanto que não conte com motel barato no final, que nem fez com a Camila...”. E lá se vão as duas almas trocar farpas e humor comprado, provavelmente com umas latinhas de cerveja e um biscoito de padaria, que aprenderam a comprar juntos num dia chuvoso e de lamúrias!



E quem pensa que esse tipo de amigo só aparece em momentos de carência, está muito enganado, isso é coisa de “peguete”, rolinho e o diabo a quatro! O amigo com benefícios oferece noites infindáveis, um sexo incrível, preocupa-se com o prazer do outro e ainda assim é capaz de conversar sobre a sua mais nova conquista, sem constrangimentos!

Sorte dos que têm um P.A. ou uma X.A. para compartilhar os mais diversos e divertidos momentos, essas situações inusitadas, suspiros, suor, espasmos e testar um novo produto de sex shop! A Dica de SEXta de hoje é das mais bonitinhas, e deixa aqui o recado: dê um Feliz Dia do Amigo para seu “Friend with benefits” e prepare um momento de diversão, quem sabe no final, não role um nocaute (provavelmente o melhor sexo da sua vida ou o mais divertido)  na cama, no sofá, no tapete da sala, no carro...


Fernanda e Souza
Fernanda e Souza Meio japonesa, meio índia, meio mundo. Viciada em comida japonesa. Trocou as baladas e as pessoas vazias com copos cheios nas mãos por boa conversa com amigos de inteligência ímpar. Gostaria de preferir o "Toddy" ao tédio, mas tem intolerância à lactose. Cresceu na roça e já teve cachorro, gato, vaca, porco e uma galinha de estimação que tomava leite. Subia em árvores e hoje a sua maior aventura é se pendurar em ônibus lotado. Já morou em meio mundo e conheceu o real significado de saudade. Já escreveu um livro, plantou uma árvore, só falta o filho! Sabe manusear furadeira como um homem, cozinha como a avó e escreve como... Ah, isso vocês decidem!

3 comentários:

  1. Felipe Dias nunca teve uma X.A... #chatiado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, tbm, vive namorando... Precisa mesmo não! =D

      Excluir
    2. Fernandinha adorei tudo!!!
      Parabéns!
      Beijos, Gabi

      Excluir